A Ovelha Perdida

by | maio 12, 2020 | Esperança e Consolo

A pandemia do coronavírus trouxe uma nova realidade, a do isolamento social. Todos temos lidado com isso, em especial aqueles que estão infectados com a doença, que ficam preferencialmente em um quarto, sem contato com as pessoas, sem pode tocar e nem ser tocado. Não poder partilhar da vida social em família e ficar confinado exige um rigor muito grande, um cuidado para não contagiar outras pessoas da casa. É sem dúvida um tempo estressante, doído, avassalador, ainda mais para as pessoas que gostam dessa convivência; todo mundo gosta na verdade, porém alguns mais e outros se satisfazem com um pouco menos. De qualquer forma é um tempo difícil, um tempo de saudade de se estar perto, mas por precaução e amor é preciso ficar longe. Temos ouvido das pessoas o quanto tem sido difícil ficar em isolamento e não é incomum surgir um sentimento de rejeição. Por prudência, mas também por medo, as pessoas se afastam.

Há uma história na Bíblia, uma das histórias da Bolsa Verde, que fala sobre uma ovelha que também esteve só e isolada em um determinado momento da vida. É uma história que Jesus compartilhou com as pessoas e queremos aqui refletir com você. Ela está no livro de Mateus 18:12-14.

Jesus narra o amor de um pastor pelas ovelhas, que, mesmo tendo cem, ao perder uma não se conforma, embora tivesse ainda noventa e nove ovelhas. Isso porque aquela ovelha tinha importância para ele. Ele tinha afeição pela ovelha, ele a amava; conhecia pelo nome e sabia o quanto que ela poderia estar se sentindo triste, os perigos que ela corria longe dos seus braços. Longe dos cuidados dele e das outras ovelhas, poderia estar se sentindo sozinha, triste, isolada. O pastor então, de forma muito rápida e arriscada, deixa as noventa e nove pastando naquele lugar e vai em busca da perdida.

Algumas pessoas acham que o pastor primeiro levou as outras ovelhas para o aprisco e depois foi em busca da perdida. Mas a Bíblia nos fala que ele deixa as noventa e nove ali pastando e vai atrás da ovelha que se perdeu, pois ela sofreria muito por estar sozinha e corria maiores perigos sem quem a protegesse. Ele foi atrás imediatamente, não demorou. Ele foi atrás porque aquela ovelha era importante, a Bíblia diz que ele procurou até encontrar. Muito maior alegria havia no coração dele por aquela ovelha que ele achou do que pelas noventa e nove que estavam seguras.

É bem interessante o sentimento que o pastor teve ao encontrar a ovelha, deixando claro a importância que ela tinha para ele. Imagine você como aquela ovelha se sentiu quando foi encontrada, em saber que alguém se importou, alguém foi ao seu encontro, empreendeu esforços para encontrá-la e a alegria de saber que não estaria mais solitária.
Essa é uma história de amor incrível e tem uma aplicação muito linda! Ao final da história Jesus afirma que: não é da vontade de Deus que nenhum dos seus pequeninos se perca. (14).

Você que está em isolamento, seja ele qual for, com muitas restrições que são importantes de serem seguidas, mas que causam um efeito no coração muito doído; você não está sozinho. Há uma pessoa que pode entrar no seu quarto, na sua casa. Há uma pessoa que pode chegar até você. Há uma pessoa que pode sentar do lado da sua cama, segurar a sua mão e dizer: olhe para mim, você pode falar o que está no seu coração porque eu estou ouvindo e interessado em saber como está seu coração. porque eu me importo com você. Eu vim até aqui porque eu me importo com você.

Jesus hoje está entrando no seu espaço, onde você está. Ele está entrando na sua casa, com passos tranquilos, mas firmes, indo para dentro do quarto onde você se encontra. Ele abre a porta e sorri para você. Ele te abraça, te acolhe e diz que você não precisa ter medo que ele está ao seu lado, que não precisa se sentir sozinho porque ele está contigo. É o Deus pessoal, o Deus Emanuel, o Deus que se fez carne para habitar entre nós (Jo 1.14). Ele sabe o valor de uma boa companhia e você hoje pode desfrutar da companhia dele, pode falar para ele o que está no seu coração, o que o inquieta, o que amedronta você. Como aquela ovelha que poderia ter tantos medos: do lobo, do penhasco, do frio, da fome, tantos outros medos e você, certamente, também tem os seus. Fale agora para ele. Ele é o pastor que pode proteger você, que o encontrou. Ele ficará ao seu lado o tempo que necessitar ficar em isolamento social. Jesus permanecerá com você. Ele prometeu. (MT28.20).

Posts recentes

Amar é combater o trabalho infantil

Amar é combater o trabalho infantil

“Depois disso, algumas pessoas levaram as suas crianças para Jesus pôr as mãos sobre elas e orar, mas os discípulos repreenderam as pessoas que fizeram isso. Aí ele disse: — Deixem que as crianças venham a mim e não proíbam que elas façam isso, pois o Reino do Céu é...

Adoção: Vencendo os desafios emocionais da fase de aceitação

Adoção: Vencendo os desafios emocionais da fase de aceitação

O Dia Nacional da Adoção é celebrado no Brasil em 25 de maio como uma forma de conscientização sobre a importância dessa ação. A adoção é um ato de escolha e amor, em que tanto adotantes quanto adotado(s) passam por grandes desafios, mas também pode ser imensamente...

Mulheres: Uma Grande Força No Cuidado Emocional Infantil

Mulheres: Uma Grande Força No Cuidado Emocional Infantil

Atualmente, e cada vez mais, estudos científicos na área da saúde mental evidenciam aimportância do cuidado emocional da criança, e repercussões da relação pai-mãe-bebê àsaúde mental infantil e, a longo prazo à de adolescentes e adultos. Dessa forma, diante de...

Alienação parental diante da lei

Alienação parental diante da lei

A Lei nº 12.318/2010, em seu art. 2º estabelece o seguinte conceito: “Considera-se ato de alienação parental a interferência na formação psicológica da criança ou adolescente, promovida ou induzida por um dos genitores, pelos avós ou pelos que tenham a criança ou...

categorias

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts relacionados

Chegamos em Cabo Verde

Chegamos em Cabo Verde

Em 2004, durante o meu período de férias no Brasil, fui capacitada pelo Projeto Calçada, e ao regressar a Cabo Verde, onde trabalhava como missionária de Missões Mundiais, comecei imediatamente a aconselhar muitas crianças com a Bolsa Verde. Entre essas crianças...

read more
A LUTA PELO LUTO

A LUTA PELO LUTO

“Chorai com os que choram...” Romanos 12.15 A pandemia que estamos enfrentando nos tem feito experimentar algo que nunca havia sequer passado pelas nossas mentes ser possível: não poder velar e sepultar os nossos mortos. Participei de dois velórios durante este tempo...

read more
Mais uma capacitação acontece na Colômbia

Mais uma capacitação acontece na Colômbia

Durante os quatro sábados do último mês de agosto a multiplicadora em formação, Pra. Lucy Espitia, esteve capacitando 8 pessoas para usarem a Bolsa Verde com crianças e adolescentes na cidade de Bogotá, Colômbia.  A Pra. Lucy é uma dos três multiplicadores que estão...

read more